Crônicas Jamilkianas

Esquerda X Direita: que droga!

 esqdir

Meus amigos, vamos aprender uma coisa aqui: os senhores precisam ter cuidado com a sectarização das opiniões. Hoje existe uma polarização do pensamento que divide esquerda e direita no Brasil. Vejam bem: eu não me considero de esquerda nem de direita, mas não concordo com o que o populacho fala a respeito daquilo que ouviu falar ou leu em algum post do Facebook sobre a esquerda ou sobre a direita. Há INÚMERAS falhas no pensamento da esquerda, bem como há INÚMERAS falhas no pensamento da direita.

O problema não está necessariamente nas IDEIAS, mas nos HOMENS QUE EXECUTAM AS IDEIAS. A falibilidade do ser humano prejudica a interpretação, obnubila a visão e não permite extrair um caminho ético do meio-termo entre as duas posições político-ideológicas. Se houvesse a possiblidade de conjugar o rigor econômico da direita liberal com a visão social da esquerda libertária, teríamos um caminho belo pela frente. Mas isso significaria a criação de uma ética de centro que – ao longo do tempo – seria deturpada pela ambição individual. Isso acontece porque vivemos em uma sociedade de indivíduos que vivem juntos, mas se pensam separados.

Cada um defende o horizonte que consegue enxergar, sem tentar calçar os sapatos alheios. No meu vídeo sobre macrocrime e microcrime, tento explicar que todos lutamos a mesma luta, só que por caminhos diferentes. Não é bem a mesma coisa com visão ideológica: para eu fazer valer a minha, preciso destruir a sua. Hoje essas armas são baixas, geram especulações, mentiras e posições questionáveis dentro do corpo social. O espaço para o debate está se fechando no Brasil, para dar lugar ao espaço para a guerra ideológica.

Precisamos discutir ideologia de gênero? Não! Precisamos discutir respeito às diferenças. Precisamos discutir liberação do aborto? Não. Precisamos discutir os dispositivos que o impediriam no caso de um estupro. Precisamos discutir vitimização do criminoso? Não. Precisamos discutir o direito penal brasileiro. Precisamos discutir a liberação das drogas? Não. Precisamos discutir o combate ao tráfico (que nada mais é do que enxugar gelo hoje). Mas nunca chegaremos às discussões, pois estamos com os ouvidos bem cheios das nossas certezas, que embotaram o nosso pensamento e nos impediram de aprender a olhar com alteridade.

Enfim, todo mundo tem a solução para os problemas sociais dentro do bolso das próprias ideias, mas não somos capazes de resolver porcaria nenhuma, porque somos gananciosos demais para somar em vez de dividir.

Padrão