Como aprender Língua Portuguesa

Orações Coordenadas

Definição: são aquelas que não possuem dependência sintática. Classificam-se de acordo com o seguinte critério:

Assindéticas: são as que não possuem conjunção para realizar a conexão.

  • Ex.: O povo protestou, gritou, esbravejou.
  • Ex.: Entrei na sala, vi a menina, desanimei.

Sindéticas[2]: são as que aparecem introduzidas por uma conjunção coordenativa.

Vejamos:

1. Aditivas: exprimem noção de soma.

  • – Gumercindo falou com a mãe e a trouxe para casa.
  • – Márcio não é honesto nem tem bom caráter.

2. Adversativas: exprimem oposição ou negação de uma sentença anterior.

  • – João Paulo sofre, mas tenta resistir.
  • – Pedro está cansado; continua, porém.

3. Alternativas: exprimem alternância.

  • – Faça o exercício ou volte aos livros.

4. Conclusivas: exprimem conclusão.

  • – O aluno é esperto, portanto estudará Gramática.

5. Explicativas: exprimem a explicação sobre algo.

  • – Traga o jantar, porque estou faminto.
  • – Deve ter chovido, pois o chão está molhado.


Como isso cai na prova?

O período “A rua continuava indefinidamente, e o dedo apontado, e eu sem saber, e ela pedindo urgência, dizendo que o fogo lavrava sempre.” (l. 14-16) apresenta, predominantemente, orações independentes, coordenadas, e a figura de sintaxe polissíndeto.

  • ( ) Certo      ( ) Errado

Resposta: certo. Comentário: são todas orações coordenadas sindéticas aditivas. Pela repetição intencional da conjunção, entende-se que há uma figura de construção denominada “polissíndeto”.

O período a seguir é um período composto por duas orações coordenadas: 
De acordo com o juiz Ricardo Rachid, o sistema penal brasileiro “é um sistema falido” e o Código Penal, de 1940, “é uma colcha de retalhos” (linhas 10 e 11). 

  • ( ) Certo      ( ) Errado

Resposta: certo. Comentário: basta fazer a contagem dos verbos da oração, para verificar que são duas orações coordenadas. Além disso, basta verificar que há uma conjunção coordenativa aditiva (e).


[1] Você achará esse conteúdo repetitivo, porque já estudou a função das conjunções na parte de Morfologia. É fundamental repetir a matéria, porém!

[2] Mesmo que haja uma oração coordenada sindética (introduzida por conjunção), a assindética será a que não possuir conjunção.

Padrão
Como aprender Língua Portuguesa

Como é a estrutura do texto dissertativo?

Estrutura do texto dissertativo

A estrutura de um texto dissertativo é extremamente simples, porém essa simplicidade pode passar despercebida pelo candidato na hora da prova.

  1. Introdução: que deve conter a apresentação do tema. Deve ser simples e direta, de modo a evitar “enrolações”.
  2. Desenvolvimento: a parte substanciosa do texto, pois contém as explicações (no caso de expositivo) ou os argumentos (no caso de um argumentativo).
  3. Conclusão: a parte em que o texto deve retomar a introdução e reafirmar o que se discute nos parágrafos do desenvolvimento.


Introdução

Consiste nas boas-vindas do texto. A exigência da introdução é a clareza, ou seja, deve ficar evidente para o corretor do que o texto há de tratar. Não se deve confundir isso com mera cópia do tema, o que é proibido. Deve-se apresentar o assunto da redação e, se o texto exigir um posicionamento, que ele já apareça o início do texto.

Proibições da introdução

  • Iniciar com a mesma sentença do tema (cópia).
  • Iniciar o texto com pronome demonstrativo.
  • Escrever um parágrafo de “preparação”.
  • Iniciar o texto com a palavra “atualmente”.
  • Iniciar o texto com a expressão “No Brasil contemporâneo”.

Estratégias de introdução: A seguir algumas estratégias para auxiliar na composição da introdução de um texto.

  • Declaração:
    • “Não há como negar que o assunto relativo ao pleito eleitoral representa algo de relevante para a o cidadão brasileiro.”
  • Questionamento:
    • Existe um questionamento presente a cada eleição no Brasil: quais são os critérios para a escolha de um representante?
  • Relação de opostos:
    • Há dois pontos distintos bem claros na sociedade brasileira com relação à redução da maioridade penal: a defesa da não-consciência do resultado da ação por parte do indivíduo e a ideia de que a idade proposta já é suficiente para a maturidade.
  • Referência histórica:
    • O problema relativo à violência urbana não é de hoje. Desde o ano de XXXX, registra-se um índice de ocorrências que supera a expectativa para um país como o Brasil.
  • Palavra-chave:
    • Obsolescência. Ao que parece, esse é o termo que melhor resume a cultura na sociedade de consumo.


O desenvolvimento

O desenvolvimento é a parte mais importante do texto, pois é nele que os elementos de avaliação estarão em sua maior parte. Argumentos e explicações devem estar nessa parte, para que o corretor possa avaliar com mais precisão. É preciso lembrar que deve haver progressão no assunto, ou seja, não é possível falar apenas sobre um item do tema, é preciso desenvolvê-lo. Deve haver lógica no desenvolvimento da argumentação, observando o critério de não-repetição e não-contradição. A sugestão é que haja de dois a três parágrafos de desenvolvimento para um texto de até 30 linhas.

Estratégias de desenvolvimento

Veja algumas estratégias para desenvolver um texto dissertativo.

  • Relação de causa e consequência:
    • Como existe grande dificuldade de entender o que é uma plataforma política, a população fica sem referência na época das eleições. Isso faz com que a ideia de alheamento politico comece a se desenvolver mais fortemente, afinal, há uma tendência a repudiar aquilo que não se entende.
  • Enumeração de fatores.

Tema: Quais são as vantagens da utilização da tecnologia na educação em um contexto no qual é grande o número de analfabetos?

  • É preciso saber que há vantagens. Não se pode contradizer a proposta.
    • Tecnologia quebra barreiras espaciais de aprendizagem.
    • Pode haver auxílio no desenvolvimento de indivíduos com dificuldades cognitivas.
Padrão
Como aprender Língua Portuguesa

O que é um texto descritivo?

  • Descrição: o texto descritivo é menos móvel, pois se preocupa com qualificar ou caracterizar referentes.
    • Foco nas características: isso quer dizer que os verbos de ligação costumam aparecer largamente.
    • Ênfase nos adjetivos: pois são termos que qualificam ou caracterizam.
    • Objetiva: uma descrição possui focalização objetiva, quando seus adjetivos não demonstram uma opinião de quem escrever, mas apenas a caracterização dos referentes.
    • Subjetiva: uma descrição possui focalização subjetiva, quando há o emprego deliberado de sentimentos, emoções e opiniões a respeito do que se descreve no texto.

Exemplo de texto descritivo:

Cadeira Travel Max Mb-C300 Desenvolvida em espuma; aço e polipropileno, super-resistente, traz toda qualidade para se acomodar com segurança. Uma excelente Cadeira para proporcionar conforto e ainda deixar o seu escritório sofisticado com muito estilo.

(Fonte: http://www.toctech.com.br)

Padrão
Como aprender Língua Portuguesa

Redação nota 10

Cuidados estruturais para o texto

1. Rascunho (tempo e momento de fazer).

O rascunho SEMPRE deve ser feito.

Jamais entregue uma redação sem ter feito o rascunho previamente. Ele serve para que você tenha capacidade de discernir entre boa ou má escrita e que haja a possibilidade de corrigir algo que não tenha ficado bom. O rascunho é sempre o primeiro item que deve ser resolvido na prova, afinal, se não entregar a redação, não passa no concurso. Deixe para fazer a versão definitiva depois de ter passado o gabarito da parte objetiva, assim você terá tempo de “ler o seu texto com outros olhos”.

2. Tipo de caneta.

Sempre faça redações com caneta esferográfica de cor PRETA.

Não questione, apenas siga essa informação! Se preciso for, leve 10 canetas para o dia da prova.

3. Erros.

Caso você erre na grafia de alguma palavra, o recurso a ser usado é o “tachado”, ou seja, passe um traço apenas sobre a palavra.

4. Letra.

O critério para a análise da letra em uma prova discursiva é apenas o da legibilidade. Isso quer dizer que sua letra não deve ser bonita, apenas legível. Recomenda-se não misturar registros de letras, mas se sua caligrafia sempre utilizar isso, não há problema.

5. Hífen.

O hífen deve sempre ser colocado ao lado da palavra, nunca o coloque abaixo.

6. Parágrafos.

Faça uma divisão equânime de seus parágrafos: tente equilibrar a quantidade de linhas, seguindo a lógica: 3 – 4 para uma introdução; 5 – 7 para um desenvolvimento e 4 – 5 para uma conclusão. Esses valores são calculados para um texto com até 30 linhas.

7. Extensão do texto.

Tente utilizar períodos curtos e em ordem direta. Eles facilitam a leitura e deixam a correção mais agradável.  Lembre-se de que você não está tentando ser um novo Graciliano Ramos, apenas quer passar no concurso.

8. Título do texto.

Coloque título em um texto apenas se a banca solicitar, do contrário, não coloque título em sua redação.

9. Cópia de trechos do texto.

Algumas bancas proíbem cópias do texto motivador. Uma maneira de burlar isso consiste em usar apenas a estrutura do texto base, ou mesmo a estrutura dos textos da prova de Língua Portuguesa. Isso serve para os desesperados que não fazem ideia de como começar um texto ou como introduzir uma sentença. A banca FCC não costuma fornecer um texto motivador tão longo que possa servir para copiar algo.

10. Margens (texto justificado).

Busque não deixar muitos espaços no fim das linhas. É importante que você busque entregar um texto com uma referência estética, ou seja, bem apresentável.

Esses são alguns dos cuidados essenciais que você deve ter no momento de compor uma redação em uma prova de concurso público! Esses meros detalhes podem fazer a diferença entre um texto simplório e um texto fantástico.

Padrão
Notíciais

Adiamento dos Concursos e do Enem 2020

O ano de 2020 está sendo marcado por uma série de fatos nunca vistos. Por conta da pandemia do coronavírus (COVID-19), muita coisa foi fechada, isolada, e adiada. E com os concursos públicos, os vestibulares e o ENEM, não foi diferente.

Em nota divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) e Ministério da Educação (MEC), optou-se pelo adiamento do exame na versão impressa e digital em razão da pandemia do coronavírus. O prazo do adiamento de acordo com a nota pode variar de 30 a 60 dias em relação ao que foi previsto nos editais. As inscrições também foram prorrogadas até amanhã, quarta-feira (27/05) na página do participante.


SUSPENSÃO E ADIAMENTO DOS CONCURSOS PÚBLICOS

Outra preocupação dos estudantes foi com relação às provas de concursos públicos, onde diversos concursos como PM-PR, TJ-RJ, IBGE, TJ-SC e entre outros, foram suspensos e adiados até o momento. Muitas bancas preocupadas com o momento atual estão prezando pela prevenção de seus candidatos e buscando evitar aglomerações.


O QUE FAZER NESSE MOMENTO?

Apesar de o momento não ser o melhor, o foco nos estudos pode se tornar essencial. Inclusive, vários professores, em uma corrente especial, estão disponibilizando conteúdos ótimos para quem estuda para o Enem e para os concursos. São postadas diariamente no YouTube e no Instagram aulas e dicas de Biologia, Português, Redação, Atualidades, Química, Física, entre outras matérias.


SUGESTÕES DE CANAIS PARA SEGUIR:

Professor Pablo Jamilk – Língua Portuguesa, Redação, Filosofia.

Instagram: @pablojamilk

Professor Sóstenez A Vessaro – Biologia

Instagram: @profsost_bemnabio

Professor Jhoni Zini – RLM e Matemática

Instagram: @jhonizini

IRA – Instituto de Redação e Atualidades – Prof. Pablo Jamilk e Júlio Raizer.

Instagram: @ira.red.atual


SACA SÓ!

Caso você tenha sugestões de canais, escreva nos comentários o nome do canal e/ou o link, para que possamos divulgar posteriormente.

Padrão