Poesias

Poesias Jamilkianas

Força, Guerreiro!

Feche os olhos,
Não é hora de parar!

Aquele que luta,
Fiel na labuta, sabe que
Sua hora está para chegar!

Firme no passo,
O poder de seu braço retorce
O aço sem nunca cansar!


A fronte elevada
Avalia a estrada, e a cada
Alvorada sai a batalhar!


Se salta na treva,
E o medo se eleva, tal como
Na selva, põe-se a atacar!


Caído no chão, jamais
Derrotado, ostenta encimado
O brio dum leão!


Se luta por si ou por
Uma nação na ponta da espada
Traz seu coração.

O sonho é possível! Mesmo
Derradeiro! Você é imbatível!
Força, guerreiro.

Pablo Jamilk

Padrão