Análises

O Tapão do Will

Salve, Nação Jamilkeira!

Hoje eu comentarei o episódio ocorrido durante a premiação do Oscar 2022, que ocorreu na noite do dia 27 de março. Todo mundo já está sabendo – mais ou menos – o que aconteceu. Se você estiver por fora disso, você provavelmente estava sem celular ou computador nos últimos dias. Eis um resumo do que rolou.

Chris Rock, sim o humorista idealizador do “Todo Mundo Odeia o Chris”, estava apresentando aquela parte da premiação, quando decidiu fazer alguns comentários a respeito do visual da esposa de Will Smith, Jada Smith, que se apresentou com a cabeça raspada. Acontece que havia motivos dessa vez para todo mundo odiar o Chris. Jada sofre de alopecia – uma condição autoimune associada à queda de cabelos ou pelos do corpo, tanto de homens como de mulheres, que pode ser causada por diversos fatores – e decidiu encarar essa perda de cabelos de forma corajosa, assumindo-se careca e raspando os cabelos.

Ocorre que a piada de Chris foi exatamente sobre o fato de Jada estar careca, ou seja, estava a zombar de uma condição física da esposa de Will Smith. Aliás, não foi a primeira vez que isso aconteceu. Chris Rock, em outra edição, fez troça com o fato de a esposa do ator não ter marcado presença em outra edição do Oscar.

Bem, aparentemente, Will decidiu que não permitiria uma piada de mau gosto novamente a respeito de sua companheira. Subiu no palco e deu um belo sopapo na face de Chris Rock, que ficou estarrecido e sem reação. Posteriormente, por duas vezes, Will disse que queria o nome de sua esposa fora da p### da boca de Chris. Denzel Washington esteve, durante o intervalo, a acalmar o temperamento de Will Smith, que já estava bastante exaltado com o ocorrido.

Eu sempre achei essas premiações do Oscar algo sem sal. O ritual é sempre o mesmo: convidam alguns humoristas para que façam piadas desconcertantes a respeito dos presentes. Todo o glamour, toda a pompa e a circunstância presentes no evento acabam ficando em uma sopa de gracinhas sem qualquer graça, enquanto os presentes se apertam nos ternos e vestidos, aguardando seu momento de zombar do outros, assim que possível. É como se fosse obrigatório fazer rir, e fazer rir da cara dos outros. Tudo que é sublime se desvanece no ar por causa das piadas infantis.

Muita gente tem achado que o tapa foi encenado, ou algo do tipo. Aparentemente, não. Pelas reações de Denzel, Will, Chris Rock e da própria Academia, a situações foi real.

Será que isso é algo que demonstra a intolerância das pessoas com relação ao humor? Não sei. Eu acredito que a cerimônia solene de entrega da premiação não seja um show de stand up comedy, em que você pode provocar a plateia sem que haja qualquer reação pelo fato de isso já estar pactuado entre as partes. No entanto, quem estava deslocado nesse contexto foi o Chris Rock, que fez – do palco do Oscar – uma extensão dos seus shows de stand up. Será que Will Smith não deu o tom de até onde pode chegar a troça ou a galhofa em um evento como a entrega do Oscar? Será que ele não traçou um limite para dizer: aqui não!?

Padrão

Um comentário sobre “O Tapão do Will

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.