Como aprender Língua Portuguesa

Como é a estrutura do texto dissertativo?

Proposta de texto

Introdução: Não há como negar que há vantagens na utilização dos recursos tecnológicos no âmbito educacional. Isso se percebe com as possibilidades de desenvolvimento das habilidades cognitivas quando esses recursos são bem empregados.

Desenvolvimento: Em primeiro lugar, é preciso ressaltar que os recursos tecnológicos podem romper algumas barreiras de aprendizagem. A educação virtual é um belo exemplo disso. Outrora não era possível propiciar ao grande público o que havia de ensino qualificado. Hoje, em virtude dos ambientes virtuais de aprendizagem, já é possível “democratizar” o ensino que, em outros momentos, era apenas elitista.

Em segundo lugar, as tecnologias – quando bem empregadas – podem auxiliar até quem possui dificuldades cognitivas. Existem softwares desenvolvidos para o trabalho específicos com crianças que possuem algum distúrbio de aprendizagem. Nesse cenário, a tecnologia deixa de ser um monstro para ser um aliado na atividade docente.

Outras estratégias

  • Alusão histórica.
  • Fala de especialista (discurso autorizado).

O parágrafo dissertativo para o desenvolvimento de um texto

Para escrever um paragrafo de texto dissertativo, é preciso saber que há limites (características) impostos pela estrutura dissertativa. Tais são:

Tópico frasal: a ideia central do parágrafo. Deve ser clara e, preferencialmente, em ordem direta. O tópico frasal

  • Deve conter apenas uma ideia.
  • Deve ser curto e objetivo.
  • Deve ser claro.
  • Deve ser sólido.
  • Deve ser coerente.
  • Deve ter boa pontuação.
  • Deve permitir o desenvolvimento de outras ideias.
  • Comprovação: se o texto trouxer algum tipo de declaração, deve haver algo que a comprove.
  • Explicação: no caso de um texto expositivo, é preciso explicar as respostas que são colocadas ao longo do parágrafo.

Como conectar os elementos dentro de um texto

Para iniciar o desenvolvimento:

  • Inicialmente;
  • Primeiramente;
  • Em primeiro lugar;
  • Em primeira análise;
  • Em primeiro plano;
  • Antes de tudo;
  • Desde já;

Para conectar o desenvolvimento

  • Sequencialmente;
  • Posteriormente;
  • Em segundo lugar;
  • Acresce que;
  • Em segunda análise;
  • Em segundo plano;
  • Do mesmo modo;
  • Além disso.

Empregando conectivos dentro de um texto

Muita gente faz propaganda sobre o emprego dos conectivos, sem explicar como isso deve ser feito. Isso acontece tanto que hoje é comum ler um texto com conectivos que não se explicam ao longo de um texto. Quero dizer que não basta saber como escrever a palavra para que ela seja conveniente a um texto. É necessário conhecer seu significado e sua maneira de empregar.

 Suponha que estejamos escrevendo sobre o assunto violência contra a mulher – muito comum em provas de redação. Partamos de uma sentença simples:

A violência contra a mulher persiste (ideia sobre a qual se está escrevendo, é preciso ampliá-la).

Vejamos as possibilidades de fazer essa ampliação, fazendo uso dos conectivos:

  • Porque há um comportamento social de afirmação masculina. (causa)
  • Embora haja esforços para combatê-la. (concessão)
  • Como um mal social que mancha a relação entre os seres humanos. (comparação)
  • Conforme fica evidente pelos números registrados nas delegacias da mulher. (conformidade)
  • Para que o homem possa se afirmar em uma posição de superioridade. (finalidade)
  • Quando a sociedade autoriza a discriminação em relação à figura feminina. (tempo, situação)

Quando o candidato aprende a usar esses conectivos, tem mais consciência a respeito da ideia que pretende veicular. Esse é o ponto de partida para a composição de um parágrafo coerente.

Vale lembrar que cada ideia desenvolvida em um parágrafo deve ser dividida em introdução, desenvolvimento e conclusão, como fosse um pequeno texto dissertativo dentro de outro texto dissertativo.


Conclusão

A conclusão possui três funções básicas:

  1. Retomar a introdução.
  2. Caso seja necessário reapresentar soluções para o problema do texto.
  3. Arrematar as ideias do texto.

Quais elementos usar na conclusão?

  • Em suma,
  • Finalmente,
  • Pode-se, diante disso, entender que,
  • Conclui-se que,
  • Assim, é possível reafirmar que,
  • Em razão do exposto, nota-se que.

Exemplos de conclusão:

  • Em suma, é possível afirmar a respeito do tema discutido que o voto facultativo não pode ser considerado uma forma de expressão livre e democrática, pois atenta contra um dos princípios mais básicos da democracia: a necessidade de se fazer uma escolha.
  • Pode-se, diante disso, entender que as causas da violência urbana são multifacetadas. Isso exige uma análise conjuntural do problema a fim de que seja possível combater de maneira séria e coerente cada causa desse fenômeno.
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.