Diferença entre complemento nominal e adjunto adnomin

lápis.jpg

 

Olá, meu amigo ou minha amiga! Aqui é o professor Pablo Jamilk!

Se você chegou até aqui, significa que está desesperado para saber a diferença entre COMPLEMENTO NOMINAL e ADJUNTO ADNOMINAL. Pois bem, eu posso ajudar você agora. Essa não é uma dificuldade apenas sua, muita gente sofre com isso! Até alguns professores de Língua Portuguesa se enrolam para explicar essa diferença. Vamos resolver isso de uma maneira bem simples:

Primeiramente, quero explicar o que é um COMPLEMENTO NOMINAL:

Complemento Nominal: é o termo que completa o sentido de um substantivo, de um adjetivo ou de um advérbio. É importante ressaltar que o Complemento Nominal é sempre um termo indireto, ou seja, é introduzido por uma preposição ou representado por um pronome de forma indireta.

Ex.: Naquele lugar, não há acesso a conteúdos específicos. (completando um substantivo – “acesso”)

Ex.: O vídeo não era adequado para crianças. (completando um adjetivo – “adequado”)

Ex.: Marina mora longe de sua mãe. (completando um advérbio – “longe”)

Agora, eu vou explicar o que é um ADJUNTO ADNOMINAL:

Adjunto Adnominal: trata-se do termo que particulariza o núcleo de uma expressão de caráter nominal. Usualmente, artigos, pronomes, adjetivos, locuções adjetivas e numerais desempenham a função de adjuntos adnominais.

  • Uma medida será necessária.
  • Duas posições foram criticadas.
  • A mulher do vizinho comprou minha
  • Aquela questão fácil me salvou na prova.

Agora, façamos a diferenciação entre esses dois elementos com base no exemplo a seguir:

  • A descoberta do remédio foi benéfica. (complemento nominal)
  • A descoberta do cientista foi benéfica. (adjunto adnominal)

O complemento nominal surgirá como resultado da ação que o substantivo pode exprimir, como é o caso de “descoberta do remédio” – o remédio foi descoberto, ou seja, é o resultado da ação de “descobrir”.

O adjunto adnominal surgirá como o agente da ação que o substantivo pode exprimir, como é o caso de “descoberta do cientista” – o cientista descobriu algo, ou seja, é o agente da ação de “descobrir”.

Se você quiser uma explicação ainda mais detalhada, pode assistir à minha aula sobre esse assunto por meio do link a seguir: Aula sobre CN X AA

Você encontra esse conteúdo e muitas outras explicações legais na minha gramática ===> Gramática do Prof. Pablo

Para você receber sempre conteúdos legais dessa natureza, deixe siga o blog e visite minha página oficial Site Mostruoso do Prof. Pablo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.