Sim da Renner

Thumbs up & down buttons

Minha esposa me ensinou, depois de algum tempo, o significado de “sim da Renner”. Evidentemente, saíamos da famigerada loja de departamentos quando fomos abordados por uma das garotas que me perguntou de maneira bem mecanizada:

– Você tem o cartão da Renner?

No momento em que fui responder negativamente ao simples questionamento, ela (minha esposa) interrompeu e disse:

– Sim, temos.

Era mentira, claro. Mas fiquei cismado pelo fato de ela mandar tão reta frase sobre o “benefício”. Eu perguntei para ela:

– Bárbara, você tem esse cartão? Eu não sabia.

– Claro que não! – disse ela – Mas, se você disser que não tem, ela vai ficar enchendo o seu saco até você fazer o cadastro.

– Olha, eu nunca pensei em fazer isso.

– Sempre que alguém vem desse jeito, eu mando um “sim da Renner” e acabo com a conversa.

Ela jamais faria isso por mal, eu tenho certeza. Quem nunca ficou puto com uma interpelação chata sobre as vantagens de um cartão “feito por você”? Quem nunca quis desligar o telefone antes de a menina falar sobre a economia que você vai fazer se aderir ao plano de telefonia com televisão a cabo e diversas vantagens que fazem café, criam seus filhos e rebocam a parede?

Comecei a pensar, depois disso, que – em diversas vezes do nosso dia – mandamos um “sim da Renner” para acabar com aquilo que nos parece tão enfadonho. O telefonema da mãe para saber como estamos, a oferta de novos produtos, a oferta de novos amores, a oferta de novas vidas, a oferta de novos horizontes, a oferta de um novo canal, a oferta de uma nova música (por mais ridícula que seja), tudo recebe nosso “sim da Renner”. Quem sabe a vida não seja uma loja de departamentos? Quando somos clientes e quando somos as moça mecanizada?

– Você já viu aquele vídeo em que o cara…

– Sim.

– Você já leu aquele livro, cujo personagem…

– Sim.

– Você me  ama?

– Sim.

Anúncios

2 comentários em “Sim da Renner

  1. Professor estou fazendo o curso para o tjsp, estou sentindo muita dificuldade já que estou com 55 anos e terminei o ensino médio a mais de 30 anos. Passei em três vestibulares e um concurso mas isso quando era jovem. Agora estou com muita dificuldade vou até o fim sim mas vou pela graça de Deus porque de verdade, não estou assimilando nada.
    Só fico pensando na matéria de matemática e raciocínio lógico, essas vão ser mais complicadas ainda.
    Abraços
    Cida

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s