5 assuntos que sempre caem em concursos!

Saudações, guerreiro!

 Durante esses anos como professor de Língua Portuguesa e concurseiro de oportunidade (faço as provas para acompanhar meus alunos), percebi que alguns assuntos são bem mais incidentes. Vou apresentar alguns para que você fique municiado para o seu concurso.

1 – Concordância

  Explicando de uma maneira bem grosseira, uma questão de concordância pede para você avaliar a relação de semelhança para singular e plural; masculino e feminino, além de uma percepção da conjugação dos verbos (em 1ª, 2ª ou 3ª pessoa). Apesar de todos esses detalhes, disparadamente o que mais cai é concordância verbal. Para ter uma boa noção, vale estudar as regras relacionadas ao verbo “haver” (no sentido de tempo transcorrido e no sentido de “existir”, “ocorrer” ou “acontecer”), aos verbos acompanhados pela palavra “se” e ao sujeito oracional. 

2 – Emprego da vírgula

 As questões que versam sobre o emprego da vírgula costumam avaliar a capacidade de o candidato perceber as relações sintáticas na sentença. Ou seja: se você não sabe encontrar termos como “sujeito”, “objeto direto”, “complemento nominal”; vai sofrer com a pontuação. Para acertar: lembre-se de que não é possível inserir uma vírgula entre o sujeito e o verbo da sentença (não importa o seu tamanho, não importa sua ordem – mesmo que alguns gramáticos digam o contrário); e que não é possível colocar uma vírgula entre verbo e objeto (na ordem direta da sentença). 

3 – Crase

  Crase é sempre um filé de prova. Muitas bancas cobram o assunto: algumas exigem a análise sobre o motivo do emprego do acento grave; outras pedem para que o candidato saiba verificar a impossibilidade de se empregar o acento. Para facilitar a vida, busque os meus “mandamentos da crase” – eles facilitam muito o trabalho.

4 – Vozes verbais

  Reconhecer voz do verbo é item essencial para duas das principais bancas no Brasil: FCC e CESPE. Na primeira banca, a banca exige que você saiba fazer transposição da ativa para a passiva analítica (na maior parte dos casos); na segunda banca, o questionamento costuma repousar sobre a transposição da voz passiva sintética para a voz passiva analítica. 

5 – Emprego dos pronomes 

 Quer em questões sobre a retomada dos referentes, quer em questões sobre a função sintática; os pronomes têm o seu lugar cativo em provas de concurso público. Sugiro que você estude os conteúdos relativos à função sintática dos pronomes relativos e dos pronomes pessoais. 
Até o próximo post!
Força, guerreiro!
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s